KaykeLi

De antemão, e sem apostas altas nesse texto, gostaria de dizer que o Poker é, sem sombra de dúvidas, para todos. Principalmente para os “iniciantes crentes fervorosos”, sim, isso mesmo, esse foi um termo que desenvolvi após inúmeras partidas frustrantes fugindo dos famosos “All-in’s – vai na fé!” (aqueles sem intenção de assustar e que são confiados ao famoso Santo das Causas Impossíveis).

No entanto, é importante lembrar que nem sempre o santo ajuda e às vezes ter um pouco de informação pode melhorar o seu jogo consideravelmente. Vou citar o exemplo de Julinha, uma amiga de mesa – e que amiga! – dos tempos de escola. Ela tinha uma vantagem sobre nós, desconcentrava qualquer um com aqueles peitos tamanho G, porém, para nossa insatisfação, Julinha quase nunca demorava mais do que dez minutos na mesa, isto porque ela se encaixava no grupo de jogadores que deixavam falar mais alto a emoção, mas deve-se ter em mente que o Poker é um esporte cuja razão é fundamental. Então, para ter os peitos de Julinha mais tempo na mesa, o Rafael, jogador nato, aconselhou Julinha a assistir vídeo-aulas na internet e lhe emprestou um livro sobre poker, recomendou também alguns filmes, mas creio eu que ela não assistiu. Julinha ficou, então, dois meses sem participar de uma partida nossa, devo falar a vocês que esses dois meses se tornaram o pesadelo para Rafael, já que todos na mesa o sacrificaram por acharem que o que ele havia dito tinha afastado-a do Poker, só que não (SQN). Após dois meses, lembro-me como se fosse hoje. Ela, Julinha, com um decote maior do que o de costume, caminhando em nossa direção com os cabelos ao vento e um sorriso discreto. Todos os espermatozóides daquela mesa se levantaram. Rafael deu um sorriso de orelha a orelha. Ela pediu para se juntar a nós. A resposta de todos foi instantânea, quase um coro: CLARO! Resultado, Julinha limpou a mesa e todos saíram satisfeitos (até os que perderam as balas que apostaram).

Por fim, o que eu quis dizer, se não ficou claro, é que, por ser um jogo de estratégia e da mente, o Poker deve sim ser estudado, lido de forma consistente, e que tirar um tempo para pesquisar mais sobre é fundamental. Boa Sorte!

 

2014