C-Bet Moderna – Parte 1 – Fazendo a C-bet Frequentemente

PokerStarsSchool | há 1 mês em Poker Theory and Concepts

A teoria sobre fazer a continuation-bet(c-bet) evoluiu dramaticamente na última década. Acabaram os dias de mantras como:

Aposte no flop como uma demonstração de força contínua

E

‘O Agressor pré-flop aposta aqui para representar o Rei’.

Nessa série de artigos, você vai ter um curso intensivo e moderno de como fazer a c-bet. Vamos deixar os velhos ditados para trás e aprender com que frequência e quão grande devemos fazer a c-bet no flop.

Quando fazer a C-bet frequentemente

Fazer a C-bet frequentemente significa fazer a c-bet com todo o seu range ou uma parcela bem grande dele. Nós também podemos usar o termo ‘não-seletivo’ para nos referir a uma estratégia de c-bet que envolve apostar sem se importar muito com a real força da sua mão.

Nós tipicamente queremos fazer a c-bet frequentemente quando nosso range tem uma grande vantagem de equidade sobre o range do nosso oponente.

As principais situações em que normalmente teremos essa vantagem de range de agressor são:

  • Jogando como o agressor em um pote com um aumento contra o big blind defendendo.
  • Jogando como o agressor que fez a 3-bet em um pote de 3-bet.
  • Jogando como o agressor que fez a 4-bet em um pote de 4-bet.

Em todas essas situações, note que o range do nosso oponente é limitado. Em outras palavras, tem um limite para o quão forte suas mãos podem ser. Ele teria feito a 3-bet no big blind com mãos de topo no primeiro caso; feito 4-bet com muitas de suas melhores mãos no segundo caso; e teria ido all-in (assumindo um stack inicial de 100bb) no terceiro caso. Enquanto isso, nosso range é ilimitado visto que nós ainda podemos ter a melhor mão pré-flop em todos os 3 casos.

Ranges iguais e desiguais

Quando o range do seu oponente é limitado e o flop não é de grande ajuda para ele, o seu range ainda sofre. Talvez ele tenha perto de 45% de equidade, o que é baixo em um pote heads-up. Nós chamamos isso uma situação de ranges desiguais.

Quando os ranges são iguais, a matemática é bem simples. Se nós fizermos a c-bet de um terço do pote, nós arriscamos uma unidade para ganhar três. Nossa unidade vai para o pote e constitui 25% do novo pote (um em quatro). Isso significa que se nós conseguirmos um quarto do pote, nós conseguimos nossas fichas de volta. Nossos blefes, então, têm que ter sucesso em 25% das vezes para empatarmos.

Se os ranges são iguais, o vilão pode simplesmente desistir de 25% do range dele e fazer nossos blefes serem break even. Em outras palavras, ele defenderá por volta de 75% de seu range. Isso é chamado de encontrar a frequência mínima de defesa.

Quando os ranges são desiguais, no entanto, a frequência mínima de defesa não é necessária. Se o vilão tentar defender 75% das vezes a nossa aposta de um terço do pote, ele vai perder muito mais dinheiro no longo prazo. Ao fazer nossos blefes completos empatarem, ele aumenta suas perdas contra as partes mais fortes do nosso range. A teoria de jogo sugere que o Vilão desista mais do que a frequência mínima de defesa sugere nessas situações, para minimizar suas perdas.

Quando o vilão desiste mais que a frequência mínima de defesa, isso sugere que ele está desistindo demais. Desistir demais não é um erro – é forçado. O vilão deve desistir muito quando o seu range está sofrendo. Não confunda desistir demais de forma forçada por ter ranges ruins com desistir demais de forma não forçada (quando as pessoas jogam muito tight devido à falta de conhecimento).

Capitalizando sobre o excesso de desistências forçadas (Blefando)

Quando seu oponente é forçado a desistir tanto que seus blefes são automaticamente lucrativos, você deve querer blefar bastante, desde que você continue apostando por valor todas as suas mãos boas, as que o range dele sequer contém, você irá forçá-lo a desistir muito no longo prazo ou a perder mais dinheiro para suas mãos boas. Não faria sentido jogar suas mãos fracas passivamente nessas situações, já que a sua vantagem de range garante uma frequência alta de desistência. Mesmo a sua pior mão é teoricamente uma maquina de dinheiro quando você aposta no flop em situações onde o seu range tem uma grande vantagem.

Apostar é melhor do que dar check com suas mãos ruins quando você tem uma grande vantagem de range.

Capitalizando sobre o excesso de desistências não forçadas (Apostando por proteção)

Lembre-se, quando o seu range tem uma grande vantagem de equidade, o Vilão tem que largar mais do que a matemática sugere se os ranges fossem iguais. Suas mãos ruins não são as únicas que se beneficiam desse aumento na fold equity gerada pelas mãos fortes no seu range. Mãos medianas vulneráveis também aumentam seu EV apostando e largando nossas mãos piores que são vulneráveis a perder.

Pares baixos e medianos, Ases fortes e Reis altos são ótimos exemplos dessas mãos. Elas não apostam por valor, pois normalmente não são pagas por mãos piores, porém, as desistências que elas conseguem são lucrativas ao tirar do jogo mãos que podem se tornar vencedoras.

Importante: Nós não esperamos que o Vilão largue mãos boas como pedidas de flush. Essas mãos tem equidade alta, então nós não esperamos nos proteger dessas mãos ao apostar um par ou um ás alto.

Exemplo

Apostamos 2.5BB do UTG em um cash game 6-max e somos pagos pelo big blind. Agora estamos heads up em um flop A♦9♠2♣. Essa é uma situação clássica de alta vantagem de range para nós. Existem dois grandes motivos para explicar porque nosso range tem muito mais equidade que o do vilão:

  • Nós temos mais das melhores mãos como AQ e AK
  • Nós temos mais dos pares mais fortes como KK QQ JJ
  • Nós temos bem menos mãos ruins diluindo o nosso range. O Vilão pode facilmente ter muitos 75s e Q8s devido às pot odds e nós não abrimos com essas mãos.

Essa é uma ótima situação para apostar frequentemente. Nós podemos até apostar tudo no nosso range se quisermos – conhecido como apostar o range – mas aqui estão três exemplos de mãos mais fracas no nosso range que se beneficiam de uma aposta.

Blefes – Q♥J♥ quer apostar pois ganha muito mais fold equity do que o normal devido aos ranges serem desiguais.

Proteção/blefe – 6♠6♥ quer apostar porque ele faz muitas mãos piores com uma equidade decente e talvez até mãos melhores como um 7♣7♦ desistirem.

Proteção/Valor – 10♣10♠ quer apostar porque ele pode tanto ser pago por mãos piores como um 9x, e fazer mãos piores com muita equidade contra ele, como um (KQ) desistirem.

Resumo

  • Na maioria das situações, agressor pré-flop tem vantagem de range sobre o jogador que paga.
  • A desvantagem de range faz nossos oponentes terem que desistir mais frequentemente do que se os ranges fossem iguais.
  • Nós devemos obter vantagem da fold equity extra, apostando muito frequentemente. Fazendo isso, muitas de nossas mãos mais fracas vão se beneficiar do blefe, da proteção ou das duas coisas.

Comente e participe da discussão sobre este e outros artigos no nosso Canal do Discord.

Carregando Comentários

Loading more content...